Centro Cultural São Paulo

Glauco Velasquez – 4 Trios

Projetos concluídos

O Ministério da Cultura e a PETROBRAS lançam o primeiro registro audiovisual da obra integral escrita para trios (violino, violoncelo e piano) de um dos mais importantes compositores do período romântico brasileiro, Glauco Velásquez (1884-1914). O projeto, lançado em 2012, trouxe um DVD com os quatro trios do compositor Glauco Velásquez num total de 98 minutos gravado no Theatro Municipal de São Paulo.

O DVD reúne, além da apresentação dos quatro trios do compositor, 55 minutos de depoimentos de maestros, musicólogos e estudiosos que comentam a vida e a obra do compositor no documentário A humanidade poderosa e irresistível da música de Glauco Velásquez dirigido pelo cineasta Carlos de Moura Ribeiro Mendes.

Nos dois CD’s há as gravações dos trios nos formatos CD-Áudio/MP3 e todas as partituras em formato Finale-PDF para a livre impressão.

A revisão musical e a digitalização das partituras originais estiveram a cargo do Maestro Lutero Rodrigues que foi encarregado, não apenas das partituras deste projeto como também dos demais projetos da série de música brasileira da Discoteca Oneyda Alvarenga.

Glauco Velásquez nasceu em Nápoles, Itália, em 1884 e faleceu no Rio de Janeiro, em 1914, com 30 anos. Apesar de ter nascido na Itália, Velásquez foi fruto de uma relação não oficializada da sociedade burguesa do Rio de Janeiro. A mãe foi conceber na Itália, longe dos escândalos sociais. Com 11 anos, Glauco Velásquez foi trazido ao Brasil por empenho da família paterna. Estudou inicialmente violino e começou a compor a partir de 1902. Como suas obras chamavam a atenção, recebeu o apoio do compositor Francisco Braga, amigo da família, para ingressar na classe de harmonia de Frederico Nascimento no Instituto Nacional de Música. Frederico Nascimento era um violoncelista português que se radicou no Brasil, dedicando-se ao ensino da harmonia e difundindo ideias musicais progressistas para a época, o que em parte significava a estética wagneriana. Essa estética já havia sido defendida antes por Leopoldo Miguez. Talvez por essa linha se explique a influência wagneriana em algumas obras de Velásquez, como no terceiro movimento do Trio nº II, gravado neste projeto. Em 1911 ele se lança como compositor publicamente, mas viveria apenas mais três anos, pois a sua frágil saúde demonstrava mais e mais os traços da doença do romantismo, numa época em que a tuberculose era considerada uma doença terminal. Em 1914 morreu Velásquez, deixando consternado o universo da música do Rio de Janeiro.

 

clique aqui________________________
VOLTAR AOS PROJETOS CONCLUÍDOS

 

 

logo aaccsp
3271-7329
aaccsp@aaccsp.com.br